Sylarien Saransyl

Elfo da floresta, monge do clã de adoradores de Silvanus

Description:

Características
Altura: 1,67 cm
Peso: 59 kg
Idade: 237 anos
Olhos: Azuis
Cabelo: Preto, um moicano baixo que termina em uma trança.
Pele: Bronze
Possui uma tatuagem de uma folha de carvalho no braço direito.

Modelo de referência

Bio:

História

Sylaren é um membro de uma tribo de druidas, bárbaros e monges adoradores de Silvanus. Ele atuava junto com os bárbaros do culto na defesa de seus vilarejos e templos que ficam em Lurkwood, nas proximidades da Spine of the World. Após terem sofrido inúmeros ataques, tiveram uma de suas relíquias sagradas roubadas, o Âmbar de Silvanus. Sylaren foi enviado junto com um grupo para tentar recuperar a relíquia, mas durante um embate foram obrigados a se separar e Sylaren perdeu totalmente o contato com seus companheiros, embarcando em aventuras buscando aliados para concluir sua missão de recuperar a relíquia.

Durante sua peregrinação descobriu que um homem chamado Julius estaria por trás do roubo da relíquia e portanto passou a “caçar” ele, partindo em busca de todo tipo de informação que pudesse levar o paradeiro dele e conseqüentemente da relíquia.

Durante uma de suas peregrinações em busca de informações sobre Julius, foi emboscado por um grupo de Orcs, provavelmente ordenados por Julius, e quase sofreu o mesmo destino de seus companheiros de grupo. Por uma benção de Silvanus uma dupla de aventureiros, Rashmir e Lauthrek, cruzou o seu caminho e o salvou, derrotando com facilidade o grupo de assalto orc.

Por gratidão e destino passou a acompanhar a dupla, já que eles também possuem negócios inacabados com Julius.

O Âmbar de Silvanus

Uma peça de âmbar perfeitamente lapidada em forma esférica com uma folha de carvalho em seu centro, que reluz com o líquido prateado que serpenteia em seu interior. Seus reais poderes são desconhecidos, porém seu clã protetor nunca teve má sorte durante sua caça, nem colheitas parcas mesmo nas mais densas florestas.

Sylarien Saransyl

Crônicas de Lagoa Prateada fabricio_anzorena